Como Bandolins enlouquecidos
Ouvimos esta música celestial
Não sabia o quanto te queria
Nem porque me amavas assim...

Era um lamento dividido em dois
Ao som destes deliciosos Bandolins
Que me faziam entrever o que havia em ti

Com a Alma fenecida, plena de Amor
Esperando apenas que me dissesses sim
Acordei deste sonho abruptamente

Sem abraços nem beijos
Sentimentos dos mais diversos

Ao som destes Inebriantes Bandolins

Eda Carneiro da Rocha
"Poeta Amor"


 

Menu ::: Voltar ::: Envie essa Página

 

 

::: CrysJuanGráficos&Design :::