Deixa-me chorar baixinho
Este chorinho puladinho
Que faz parte do meu viver!

Vem, dá-me as mãos, o corpo
Dançaremos agarradinhos
Como flores em botão

Não nos desprendendo
Nem pra respirar
Nesta música dolente
Que solta toda a imaginação

Vem, morena linda
Agarra-me com este gesto lindo
Que só tu sabes fazer

Dá-me tua boca rubra
Teu sorriso faceiro
Teu corpo brejeiro
De morena assanhada
Ao toque de minhas mãos

Veremos o Sol nascer
Suados, cansados neste amor
Latente que bole com meu viver!

Ai, Morena minha
Minha Morena linda
Um beijinho ainda
Pra ver a força do meu querer.

Vem, Dancemos Agarradinhos até o Sol nascer!

Eda Carneiro da Rocha
" Poeta Amor"



 

Menu ::: Voltar ::: Envie essa Página

 

 

::: CrysJuanGráficos&Design :::