Fado que me encanta e me leva
À correntezas abaixo
Onde mora meu amor
Me esperando como uma flor!

Lavo-te as mãos piedosas
Que encantam meu coração
Beijo-te os pés ensandecidos
De grandes mágoas e roldões...

Dou-te meu beijo costumeiro
Em forma de linda oração
Olho-te nos olhos e te falo
És minha Senhora, Dona do meu Fado

Junto as Andorinhas, Pardais e Cotovias
Escuto teu doce chilrear
Dou-te uma vez mais meu Castelo Encantado
Que és tu, Senhora Minha!
Onde rezo todas as minhas plegarias.

Eda Carneiro da Rocha
" Poeta Amor"



 

Menu ::: Voltar ::: Envie essa Página

 

 

::: CrysJuanGráficos&Design :::