Se você vier encantar minh'alma
Não a rasgues em mil pedaços
Não a ponhas no chão
Não me faças sonhar em vão...

Ela está aqui a te esperar
Com o encanto de uma alma
Sem quaisquer atropelos da tua

Vem suave, docemente
Não rasgues o que só quer ser teu
Nestes teus Rasgos d'Alma
Que tanto me entristecem

Vem fagueiro, vem braseiro
Aquece- me com teu calor
Neste dia em que só te peço
Nada mais do que Amor!

Minha Alma alcança o espaço
À procura da tua esperando
Não ser esmagada com teu dissabor
Troquemos tudo, seremos só Amor!


Eda Carneiro da Rocha
"Poeta Amor"


 

Menu ::: Voltar ::: Envie essa Página

 

Imagem:Federico Bebber

::: CrysJuanGráficos&Design :::